Ir para a Home Page Ver mais sobre a Clinica Ir para Tratamentos Ir para Depoimentos Ir para Notícias Ir para Dúvidas Ir para Contato Ir para Localizacao
 
 
 
Dr Marcelo, estou muito grata e satisfeita com o resultado do tratamento estético realizado. Indico para todos, pois o profissional é muito competente e objetivo.
 
 
 
Colgate Sensitive Pró Alivio
 
  • Como Cuidar dos Dentes do Meu Bebê?

    Os bons cuidados bucais começam cedo na vida. Mesmo antes dos dentes do bebê nascerem, existem alguns fatores que podem afetar sua futura aparência e saúde. Por exemplo, a tetraciclina, um antibiótico comum, pode causar a descoloração ou manchas nos dentes. Por esta razão, não deve ser usada por mães que estão amamentando ou mulheres na segunda metade da gravidez.

    Como os dentes do bebê geralmente nascem por volta dos seis meses de idade, não há razão para usar os procedimentos padrão da higiene bucal, ou seja, a escovação e o uso do fio dental. Mas, os bebês têm necessidade de cuidados bucais especiais que todos os pais devem conhecer. Entre esses cuidados estão a prevenção das cáries causadas pelo uso da mamadeira e a certeza de que seu filho está recebendo uma quantidade adequada de flúor.

  • Cuidados Pós-Operatórios

    Toda cirurgia exige cuidados específicos para o paciente ter uma recuperação saudável.
    É importante seguir as orientações abaixo:

    ALIMENTAÇÃO
    1. Líquida a pastosa sempre, a temperatura deverá ser de ambiente a gelado. Abuse de vitaminas batidas no liquidificador, mingaus, sucos, sorvetes, purês e sopas (Fria).

    2. Não mastigue alimentos que, de alguma forma possam ferir a região operada.


    CUIDADOS COM A REGIÃO
    1. Terapia com frio (gelo) na região logo após o procedimento vai ajudar muito, o período deverá ser de 10 minutos com intervalo de 5 minutos (repita três vezes em cada aplicação). Tome cuidado com a pele, envolva a bolsa térmica ou o saco de gelo em uma toalha de rosto, passe hidratante no rosto, pois às vezes a região ainda está anestesiada e sem querer ocorrerá queimadura da região.

    2. Às vezes o paciente sentirá um sangramento, a saliva ficará rosa. Não se preocupe. Caso o sangramento seja excessivo, procure o auxílio do dentista imediatamente.

    3. Evite fazer bochechos nas primeiras 48 horas, pois os pontos poderão se soltar e ocorrerá sangramento.

    4. Não coloque objetos na região nem mesmo os dedos ou a língua.

    HIGIENIZAÇÃO
    1. É de fundamental importância, evitando complicações e até mesmo o risco de infecção. Escove os dentes normalmente, mas na região do procedimento não passe a escova. Utilize anti-séptico para limpar quimicamente a região (lembre-se de não fazer bochechos com vigor, deixe atuar na região, para ajudar incline a cabeça para que toda a região fique em contato com o anti-séptico).

    ATIVIDADES FÍSICAS
    1. Evite qualquer tipo de exercício físico, prática de esportes e exposição ao sol.

    INCHAÇO E RIGIDEZ
    1. Poderá ocorrer inchaço na região. O pico máximo atinge por aproximadamente 48 horas e dura de quatro a seis dias.

    MEDICAÇÃO
    1. Administre todas as medicações prescritas no horário, qualquer alteração contate o seu dentista.


    OUTROS CUIDADOS
    1. Em caso de enxerto, não assoe o nariz e não use descongestionante nasal sem orientação.

    2. Eventualmente poderão ocorrer hematomas (manchas roxas). Essas manchas irão desaparecer com os dias.

    3. Em caso de cirurgia de elevação do seio maxilar poderá ocorrer sangramento do nariz.

    4. É muito importante que não se fume no período de reparação.

    5. Nunca se automedique.


  • Estresse agrava o ranger dos dentes durante o sono?

    Muitos só percebem problema quando restaurações se soltam ou o esmalte é afetado.
    ranger_dentesNos anos 1970, nos Estados Unidos, a prevalência de pessoas com bruxismo (ranger involuntário dos dentes) era de 12,5%. Dez anos depois, o índice saltou para 25% e, na década passada, alcançou 33%. A previsão é que em 2010 mais da metade dos americanos apresentem o problema. No Brasil não há dados de prevalência, mas acredita-se que os números sejam semelhantes aos dos Estados Unidos. Ainda com causas desconhecidas, acredita-se que o estresse seja o principal responsável por estimular o bruxismo, que ocorre principalmente durante o sono. Um estudo realizado na Alemanha acompanhou 69 pessoas, entre as quais 48 rangiam os dentes. Os voluntários utilizaram um fino filme plástico nos dentes superiores durante cinco noites seguidas. Com base no desgaste do material foi possível não só avaliar quem apresentava o problema, mas também com que intensidade haviam apertado a arcada.
    Entre outras coisas, os pesquisadores perguntaram aos participantes sobre o estresse na vida profissional e pessoal, assim como sobre seu estado de saúde. Resultado: quem se estressava com frequência no dia a dia ou passava por problemas ou mudança em aspectos importantes da vida rangia mais os dentes à noite. Problemas com os colegas de trabalho ou com o chefe estavam em segundo lugar na lista de fatores de risco, seguidos de limitações físicas, como doença e cansaço. Mesmo quem tendia a ignorar seus problemas tinha risco maior de ter bruxismo. Idade, sexo e formação, porém, não desempenhavam nenhum papel no quadro. Vários voluntários nem mesmo sabem que apertam e movimentam seus maxilares enquanto dormem; em geral, descobrem quando os dentes se soltam, o esmalte é afetado ou o colo do dente fica exposto.

  • O que são Dentes do Siso?

    Dentes do siso são os últimos molares de cada lado dos maxilares. São também os últimos dentes a nascer, geralmente entre os 16 e 20 anos de idade.

    Como os dentes do siso são os últimos dentes permanentes a aparecer, geralmente não há espaço suficiente em sua boca para acomodá-los. Isto pode fazer com que os dentes do siso fiquem inclusos - dentes presos embaixo do tecido gengival por outros dentes ou osso. Se os dentes estão inclusos, pode ocorrer inchaço ou flacidez.
    Os dentes do siso que erupcionam apenas parcialmente ou nascem mal posicionados também podem causar apinhamento e outros problemas. Como os dentes removidos antes dos 20 anos de idade têm raízes em menor estágio de desenvolvimento e causam menos complicações, recomenda-se que as pessoas entre 16 e 19 anos tenham seus dentes do siso examinados para verificar se precisam ser removidos.

  • Respirar pela boca prejudica o crescimento da face da criança?

    De acordo com dados do International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC), a rinite atinge cerca de 26% das crianças e 30% dos adolescentes no Brasil. A rinite é uma doença caracterizada pela inflamação das mucosas do nariz que causa espirros, coriza, obstrução nasal e coceira no nariz e na garganta.

    Uma das implicações da obstrução nasal é a respiração bucal. Respirar pela boca interfere diretamente no crescimento e desenvolvimento da face infantil — ressalta.

    A obstrução nasal gera deficiências na capacidade de aquecimento, umidificação e filtração do ar pelas narinas, favorecendo que o ar seja inspirado pela boca. Como a respiração compõe as funções vitais do organismo, qualquer desequilíbrio causa inúmeras alterações em diferentes órgãos e sistemas.

— Alterações no crescimento do crânio e da região dentofacial, na qualidade do sono, no desempenho escolar, na fala, na alimentação e na postura corporal são algumas das consequências da respiração bucal.



    A respiração bucal é um dos sintomas mais comuns na infância e seus efeitos são devastadores, trazendo consequências para o resto da vida se não houver o tratamento precoce e adequado.

 As alterações interferem na qualidade de vida da criança. Desde o nascimento o organismo está programado para respirar pela via aérea nasal e assim deve ser durante toda a vida, mesmo que haja resistências a passagem de ar pelo nariz.



    A respiração bucal influencia ainda o sono das crianças. Ronco, baba noturna, síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono são alguns dos problemas que dificultam uma boa noite de descanso, ocasionando dificuldades de atenção, concentração e de aprendizagem e hiperatividade.

— Dormir com a boca aberta prejudica ainda o equilíbrio interno e externo da boca e dos músculos, inclusive da língua. O desequilíbrio na musculatura facial gera uma deficiência funcional importante e significativa.



    A alteração na musculatura prejudica a mastigação e a deglutição, fazendo com que a criança não se alimente de forma adequada. Ela pode se cansar e não comer o suficiente ou comer em excesso e rápido, resultando em magreza ou obesidade.

 Além das alterações posturais dos órgãos fonoarticulatórios, a criança ainda sofre com mal posicionamento da cabeça em relação ao pescoço, influindo nocivamente sobre a coluna, principalmente cervical.

    Os pais devem ficar atentos a respiração dos seus filhos e procurar o profissional adequado assim que notarem qualquer modificação.



    Quanto mais cedo o tratamento tiver início, menores serão as consequências e a intensidade das implicações.

 É fundamental analisar o grau de obstrução nasal e a realização de exames específicos com médicos otorrinolaringologistas que esclareçam as principais causas da respiração bucal. O tratamento deve agir diretamente na origem do problema para que a solução seja eficaz, aumentando a qualidade vida dos pacientes.



    O diagnóstico e tratamento devem ser feitos por uma equipe multidisciplinar, composta por no mínimo um médico, um fonoaudiólogo e um ortodontista, tendo em vista a complexidade do problema.

 O médico irá tratar a obstrução nasal, o ortodontista ou ortopedista facial irá corrigir as alterações dentárias e o fonoaudiólogo será responsável pela reeducação e adaptação da respiração através da adequação das funções orais e equilíbrio da musculatura.

                   
                 
           
 
> Fotos do consultório
> Missão
> Visão
> Valores
 
> Estética e Cosmética dental
> Implantes dentários
> Ortodontia
> Próteses
> Tipos de Clareamento dentário
> Tratamento endodôntico
    > Rua Hildebrando Cordeiro, 160
Campina do Siqueira, Curitiba | PR
CEP: 80740-350
(41) 3336 2277
Doctoralia Brasil
   
                  Desenvolvido por: Simples Ideia